financas‎ > ‎

Tenho R$ 42 mil na conta corrente e não sei se aplicou ou pago parte de um financiamento

postado em 9 de ago de 2013 03:27 por Marco Aurelio Zoqui   [ 9 de ago de 2013 03:27 atualizado‎(s)‎ ]

08/08/13 - Mantenha uma postura mais conservadora, investindo em renda fixa até conseguir um emprego.

Olá, hoje eu respondo a um texto recebido em cbndinheiro@cbn.com.br.
Sou engenheiro, 32 anos, casado há um ano. Faz um mês que estou desempregado. Tenho R$45.000,00 em conta corrente e não sei se invisto esse dinheiro ou se pago parte de minha dívida imobiliária que está no valor de R$220.000,00 com prestações de R$2.240,00. Se eu pagasse R$40.000,00 da dívida, a prestação teria uma redução de R$390,00 e a prestação ficaria em R$1.850,00. Minha esposa trabalha e temos como honrar todas as nossas despesas por 8 meses caso eu não consiga me recolocar no mercado. O que você sugere?

Meu comentário:

Abater o saldo da dívida do financiamento imobiliário é algo muito saudável. Primeiro porque dificilmente você consegue em uma aplicação financeira um rendimento maior do que aquele valor dos juros que são cobrados no financiamento imobiliário. Depois porque ao amortizar a dívida você reduz o risco de ficar inadimplente lá no futuro. A sua intenção então é ótima. Mas eu acho que o momento não é o mais adequado para você. Sugiro manter a aplicação em renda-fixa ou até na poupança, onde já está, até que você consiga uma recolocação no mercado de trabalho. Só neste momento lá no futuro então é que seria adequado você abater a dívida do financiamento. Essa é uma postura mais conservadora mas eu penso que seja a mais adequada, já que você não pode nem pensar em correr o risco de ficar sem uma reserva financeira enquanto você estiver fora do mercado de trabalho. Eu desejo-lhe muito boa sorte nesta recolocação.

Mauro Halfeld pra CBN


Todos os comentários de Mauro Halfeld estão arquivados no site www.cbn.com.br
Transcrição autorizada do podcast de Mauro Halfeld para CBN