financas‎ > ‎

Não sei se aplico na poupança, no CDB ou na previdência privada

postado em 24 de jul de 2013 04:33 por Marco Aurelio Zoqui   [ 24 de jul de 2013 04:34 atualizado‎(s)‎ ]

24/07/13 - Pense também no Tesouro Direto, já que a rentabilidade costuma ser maior do que aquela que conseguiria em um produto oferecido em agência bancária.

Olá, hoje eu respondo a e-mail recebido em cbndinheiro@cbn.com.br.
Eu sempre tive disciplina pra poupar dinheiro. Faço 28 anos no próximo mês e quero começar a investir pra garantir um futuro mais seguro. Pensei em R$200,00 ou até R$250,00 por mês. A dúvida é: reservar todos os meses um valor pra depositar numa conta poupança, ou fazer uma previdência privada, ou um CDB que rende um pouco mais que a poupança e que não tenha as taxas cobras na previdência privada?

Meu comentário:

28 anos é um excelente momento pra pensar numa forma de fazer previdência, parabéns. Além dos produtos que você citou, eu acho que você deveria pensar também no tesouro direto. A partir de R$30,00 qualquer brasileiro pode fazer investimento de longo prazo através dos títulos públicos que são garantidos pelo governo federal. A rentabilidade costuma ser maior do que aquela que você conseguiria num produto numa agência bancária. Vale visitar o site do tesouro e descobrir detalhes sobre essas aplicações de longo prazo. Juntamente com o tesouro direto, você também pode pensar em abrir uma conta no home broker do seu banco ou então em uma corretora de ações independentes, pra investir em fundos ações com reduzidas taxas de administração. Por exemplo: ETFs, eles são fundos de ações que são vendidos como se fossem uma única ação lá na BOVESPA. Geralmente, eles oferecem uma carteira bem diversificada, são dezenas de ações. As taxas de administração são bem reduzidas, são inferiores à 0.5% ao ano. Mas se você preferir a comodidade de um plano de previdência privada, você não pode economizar tempo. Pesquise em várias agências bancárias e também com corretores de seguros, assim como nos sindicatos ou órgão de classes, que normalmente oferecem produtos bons com taxas de administração bem reduzidas. Poupança e CDBs são mais adequados para investimentos de curto e médio prazo, eles não são tão rentáveis como aplicações lá no longo prazo.

Mauro Halfeld pra CBN


Todos os comentários de Mauro Halfeld estão arquivados no site www.cbn.com.br
Transcrição autorizada do podcast de Mauro Halfeld para CBN