financas‎ > ‎

Devo encerrar o contrato de seguro de vida feito por meus pais?

postado em 18 de jul de 2013 07:03 por Marco Aurelio Zoqui   [ 18 de jul de 2013 07:03 atualizado‎(s)‎ ]

18/07/13 - Caso filhos e cônjuges forem independentes financeiramente, não há necessidade de gastar com isso.

Olá, hoje eu respondo a e-mail recebido em cbndinheiro@cbn.com.br.
Gostaria de uma opinião referente a seguro de vida. Meus pais pagam ha exatamente 10 anos, um seguro de vida através do cartão de crédito. É um valor simbólico mensal de R$222,00. Vale a pena depois de tantos anos encerrar o contrato?

Meu comentário:

Primeiro você precisa avaliar se os seus pais realmente precisam de um seguro de vida. Se os filhos e os cônjuges, forem independentes financeiramente, não há necessidade de se gastar com seguro de vida. Mas ao contrário, se eles ainda precisam financeiramente do seu pai ou de sua mãe, é importante, eu diria é muito importante, fazer um estudo mais detalhado. O primeiro passo então seria estimar, qual é o capital segurado mais adequado pra sua família. Você não pode confiar apenas ai, numa prestação do cartão de crédito que você mesmo disse que é simbólica. Investigue também se esta prestação desse seguro de vida do cartão de crédito, ela vai crescer na medida que seus pais envelhecerem. Talvez ela fique muito, muito cara com o passar dos anos. Seria bom você ligar para a central do cartão e pedir uma tabela. Uma estimativa do valor das prestações no futuro. Ao mesmo tempo, ligue pra um, ou melhor ainda, pra dois corretores de seguro, e peça cotação de preços com diferentes seguradoras. Ligue também para o gerente de seu banco e faça também uma cotação de seguro de vida. Crie uma fórmula pra fazer as comparações. No numerador, você deve colocar o valor do capital segurado, digamos R$100.000,00 no denominador, você deve colocar o valor da prestação mensal. No caso ai do seguro do cartão de crédito, R$222,00. Nesse exemplo então o resultado daria R$450,00. Use esta mesma formula pra fazer outras cotações que você receber. Quanto maior for esse quociente, ou seja quanto maior for o capital segurado dividido pela prestação, melhor para o segurado. Mas não se esqueça de conferir as condições gerais da apólice. Alguns detalhes podem estragar o seguro que parecia ser mais barato. No final você vai poder escolher uma, ou até quem sabe duas boas apólices que proporcione a cobertura mais adequada pra sua família.


Mauro Halfeld pra CBN


Todos os comentários de Mauro Halfeld estão arquivados no site www.cbn.com.br
Transcrição autorizada do podcast de Mauro Halfeld para CBN