financas‎ > ‎

Saiba quais são as melhores alternativas na renda fixa

postado em 8 de jul de 2013 04:46 por Marco Aurelio Zoqui   [ 8 de jul de 2013 04:46 atualizado‎(s)‎ ]

08/07/13 - Entre as opções estão a caderneta de poupança, a LFT, a LCI/LCA e os fundos DI.

A vida dos aplicadores em renda variável no Brasil, tá muito difícil nesses últimos meses.
Então, quais seriam as melhores alternativas na renda fixa?

Primeira: caderneta de poupança, tá rendendo %70 da taxa SELIC. Isso a caderneta de poupança nova, equivale então a %0,46 ao mês, sem imposto de renda. Caderneta é simples e segura, mas o rendimento tá ficando abaixo da inflação. Caderneta é indicada só pra quem tem um capital pequeno ou então pra quem vai precisar do dinheiro no curto prazo.

Segunda alternativa: lá no Tesouro Direto, minha aposta é LFT - Letra Financeira do Tesouro. Paga taxa SELIC integralmente. Tem que se descontar imposto de renda e também algumas tarifas cobradas pelas corretoras e pelos bancos. Em termos líquidos a LFT vai render mais do que a inflação e qualquer brasileiro a partir de R$30,00 pode aplicar lá no Tesouro Direto. Eu não recomendo Nota do Tesouro Nacional, assim como Letras do Tesouro Nacional. Esses papéis tendem a cair todas as vezes em que a TAXA SELIC sobe. Nessa temporada ai de alta da taxa SELIC é melhor você ser conservador e investir em LFTs no Tesouro Direto, com juros pós-fixados, que acompanham a alta da taxa SELIC.

Terceira alternativa: Letra de crédito do Agronegócio - LCA, e também Letra de crédito Imobiliário - LCI. Não pagam imposto de renda. O resultado final vai depender da sua negociação com o gerente do banco. Há bons bancos oferecendo liquidez diária, ou seja você vai poder resgatar em qualquer dia, e os juros líquidos estão ficando bem acima daqueles que você obteria num CDB, ou num fundo DI no mesmo banco.

Quarta alternativa: os fundos DI estão voltando a ter algum charme com essa alta da taxa SELIC. Detalhe importante, agora Quarta-feira temos nova reunião do COPOM e provavelmente a SELIC vai subir para %8,5 ao ano. Pra escolher um bom fundo DI, o critério chave é escolher taxa de administração pequena. Ela precisa ser inferior a %1 ao ano pra poder merecer o seu investimento.



Mauro Halfeld pra CBN


Todos os comentários de Mauro Halfeld estão arquivados no site www.cbn.com.br
Transcrição autorizada do podcast de Mauro Halfeld para CBN