financas‎ > ‎

Seja rigoroso com o orçamento doméstico

postado em 11 de mai de 2013 15:10 por Marco Aurelio Zoqui   [ 11 de mai de 2013 15:25 atualizado‎(s)‎ ]

10/05/13 - O melhor remédio é construir e preservar uma bela reserva para emergências.

Olá, o texto do ouvinte de hoje é o seguinte: passei recentemente por um aperto financeiro que me forçou a pedir dois empréstimos com taxa de 3% ao mês, e outro com juros de 2,7% ao mês. Depois do aperto criei um orçamento doméstico incluindo as prestações destes empréstimos, e eu vou ter uma situação de relativo conforto durante os próximos 5 meses, depois disso, não sei.
A questão é: o que devo fazer com o dinheiro que vai sobrar? Será melhor guarda-lo numa poupança e no final desses 5 meses, negociar com o banco para baixar o valor da parcela, ou manter as parcelas do jeito que estão e começar a investir o dinheiro.

Meu comentário:

Melhor seria antecipar a quitação das prestações desde que o banco lhe dê um desconto. Se você não conseguir essa redução, aplique na poupança ou então num fundo DI, pra ganhar ai um pouquinho de juros. Mas perceba que nenhuma dessas soluções chega a ser agradável. No futuro, lembre-se do estresse que isso deve estar lhe gerando e seja muito rigoroso no controle do seu orçamento doméstico, pra nunca mais ter que depender de empréstimos pessoais, que você bem sabe custam muito caro. O melhor remédio é construir e preservar uma bela reserva pra emergências, depois que você quitar esses empréstimos. Ai sim você vai poder viver com tranquilidade, sem virar refém dos juros altos.

Não deixe de aproveitar o final de semana com a sua família.

Mauro Halfeld pra CBN


Todos os comentários de Mauro Halfeld estão arquivados no site www.cbn.com.br
Transcrição autorizada do podcast de Mauro Halfeld para CBN
Comments