financas‎ > ‎

Não conte com ganhos relevantes nas aplicações financeiras

postado em 2 de mai de 2013 12:10 por Marco Aurelio Zoqui   [ 2 de mai de 2013 12:11 atualizado‎(s)‎ ]

10/04/13 - Simplifique a vida e tente aumentar a renda familiar.

Olá, respondo a interessante texto recebido em cbndinheiro@cbn.com.br.

Sou dentista, casado com dentista e tenho um filho de 6 anos. Completei 40 anos no domingo e dizem que a vida começa agora. Temos um apartamento quitado que ganhei do meu pai, dois carros quitados, não temos dívida nenhuma. Nossos gastos são o mínimo pra termos uma vida confortável porém sem luxo. Com nossa renda atual, conseguimos poupar apenas R$500,00 por mês, isso se apertarmos muito durante o mês. Não há o que cortar. Temos o sonho de poder ter recursos suficientes aos 55 anos, pelo menos, pra não dependermos do INSS, e pra termos condições daquilo que poupamos. Porém, não consigo enxergar como atingir isso. Atualmente temos apenas R$56.000,00 poupados, sendo que 95% de todo esse recurso está em renda fixa. CDB de primeira linha 20%, CDB de banco de segunda linha 20%, poupança pra emergencia 10%, nota do tesouro nacional 45% com muitas perdas este ano. E apenas 5% num fundo multi-mercado. Como fazer pra conseguir alavancar esses rendimentos e conseguir chegar a minha meta?

Meu comentário:

Eu poderia começar dizendo pra você investir em fundos imobiliários, ou então pra aplicar um pouco mais em ações. Tudo isso pra aumentar o desempenho de seus investimentos no longo prazo. Mas eu acho que isso não vai ser suficiente pra você alcançar a sonhada independência financeira. Vamos então pra parte mais dolorosa: Não conte com ganhos relevantes na suas aplicações financeiras daqui pra frente. Talvez, se a gente tiver ai pela frente uma nova crise nos mercados financeiros vão surgir novas oportunidades. Mas nem é bom pensar nisso. Eu vejo poucas alternativas no seu caso. Uma delas seria aumentar a renda familiar. Converse com colegas de profissão e descubra uma forma de obter melhores resultados no seu consultório. Ao mesmo tempo, vocês precisam simplificar a vida e controlar com rigor mesmo os gastos. Cortar custos é como cortar as unhas: tem que fazer sempre. Não se pode ficar ai acomodado, achando que não há mais o que fazer. Reavalie os gastos com alimentação fora de casa, lazer, e tenha muita atenção nas despesas fixas altas: como condomínio e empregadas domesticas. Vocês precisam encarar esta nova realidade com bastante atenção e aproveitar esses próximos anos que serão muito importantes, tanto na vida profissional quanto na vida financeira do casal. Profissionais liberais de uma maneira geral, vão ter que fazer um enorme esforço nos próximos anos. Não vai ser fácil ganhar dinheiro com investimentos nos próximos anos, infelizmente.




Mauro Halfeld pra CBN


Todos os comentários de Mauro Halfeld estão arquivados no site www.cbn.com.br
Transcrição autorizada do podcast de Mauro Halfeld para CBN